quarta-feira, 10 de março de 2021

Projeto gráfico em 11 livros diferentes: Quais são os limites da publicação?

 

Imagem sob licença Creative Commons por Pexels

Todos nós já seguramos um livro em nossas mãos, mas será que realmente entendemos cada parte do processo até a publicação e todas as decisões tomadas pelo escritor e pela editora? Quais são os limites de uma publicação editorial? Existe um formato exigido ou podemos inovar?


Muitos escritores independentes podem ver-se limitados a determinados moldes de gráficas ou plataformas, mas isso não significa que o seu livro deva ser assim. Pode dar mais trabalho, talvez você deva gastar um pouco mais para sair dos moldes ou até mesmo buscar outras formas de impressão, mas se o seu sonho é ter um livro único, nada é impossível se você pesquisar bem e usar os materiais certos.


Dia 18 de fevereiro participei da aula “Produção gráfica aplicada em 10 livros” da Sala Tatuí e eles apresentaram livros com diferentes temáticas, cada um com o seu toque especial e objetivo único, todos de uma criatividade para se surpreender! Sem falar na produção artesanal de alguns deles. A aula realmente foi maravilhosa e te deixa com um gostinho de quero mais.


Hoje vamos conhecer esses onze livros e demonstrar que não existem limites para a realização do seu sonho se você planejar e usar o material correto.


Inunda – Conde Baltazar

Um livro de um trabalho artesanal belíssimo realizado pela Editora Caderno Listrado, pelo escritor Conde Baltazar e o designer Jaime Silveira.


Conta com impressões em serigrafia vinho, capa dura revestida em tecido com serigrafia e tipografia, além disso, o trabalho manual de colar todas as 60 imagens sobre os textos.



Esse livro possui ilustrações sobre os textos o que tornam a leitura mais interativa, ficando à escolha do leitor de descobrir o que há por trás de cada arte, assim podendo ser interpretado de duas maneiras: desde os textos ou das imagens.




A proposta é muito interessante, já que faz o leitor explorar cada detalhe do livro, não somente disfrutando a leitura.


Você pode saber mais sobre o livro aqui: https://www.cadernolistrado.com.br/product-page/inunda

 


O Ministério da Saúde se diverte

Pertencente à Edição Catador, “O Ministério da Saúde se diverte” é um zine ilustrado com 30 cromos coloridos para você colecionar e colar, além de mais de “4.700 substâncias tóxicas”.



É um livro interativo que traz uma crítica para as pessoas que fumam, já que as imagens colecionáveis são justamente as imagens que aparecem na parte de trás das embalagens das caixas de cigarro.



É interessante ver como puderam combinar uma crítica tão importante com algo tão comum que está presente desde a nossa infância que é o álbum de figurinhas, e também a ideia de colecionar algo.


Você pode saber mais sobre o livro aqui: https://dodopublicacoes.wordpress.com/2014/03/06/o-ministerio-da-saude-se-diverte/



Alegria-Alergia – Pablo Blanco

Este livro é um poema visual que conta a breve história de um espirro. Encadernado em wire-o (como caderno), com interior offset colorido e com imagens sequenciais que seguem desde o sorriso na capa até uma última imagem de mesmo ângulo de um espirro.


É interessante ver como o livro trabalha com imagens e palavras para ilustrar algo tão simples quanto um espirro, além disso, o uso dos materiais acaba sendo perfeito para a proposta.


Você pode saber mais sobre o livro aqui: https://www.bancatatui.com.br/produtos/alegria-alergia/

 


7x1 O Pesadelo Infinito – Ale Kalko

Zine realizado com a técnica da dobra infinita que registra o jogo histórico da Alemanha contra o Brasil na Copa do Mundo de 2014. Recriado em um trabalho de lettering manual.


A proposta do livro é muito interessante, já que a dobra infinita dá a sensação de que a leitura nunca termina, assim como os intermináveis gritos de “gol” que continuam ressoando na memória do povo brasileiro. Basicamente, é o leitor que deve decidir quando a “tortura” termina.


Você pode saber mais sobre o livro aqui: https://www.bancatatui.com.br/produtos/7x1-o-pesadelo-infinito/

 


Religare – Rafael Adorján

É um livro de fotografias que procura tornar compreensível o culto, a história e o dia a dia no vale do Matutu, onde a Ayahuasca é a bebida (alucinógena) fundamental da doutrina, assim retratando como essa experiência o afetou.




É uma edição belíssima, começando pela capa em baixo relevo e hotstamp com efeito metalizado. Esse livro contém a lombada exposta para deixar o livro plano ao abrir e assim proporcionar uma melhor visualização das fotografias. Além disso, as bordas do livro são cobertas por uma lâmina dourada. Uma verdadeira obra de arte.



Você pode saber mais sobre o livro aqui: http://www.pingadopres.com/pd-1a8618-religare-rafael-adorjan.html?ct=b62ca&p=1&s=1


Nesse vídeo você pode ver mais detalhes dele:




 

Reza – Léo

A última coisa que você pensa ao produzir um livro é jogar fogos de artifício sobre ele. Reza nos traz uma proposta completamente diferente, onde o desenho foi pensado a partir dos sentimentos gerados pela memória de um homem: “excluído de si, meu avô nasceu dentro de mim, no interior da Bahia. Sua história em branco, passado fumaça, etéreo. Nuvem esparsa”. Com um lindo trabalho feito a lazer para escrever o nome do livro e fazer os detalhes de queimado na capa.



Essa ideia de “história em branco”, “passado fumaça” que está presente na sinopse do livro é literalmente transmitido a través do projeto gráfico do livro. Onde as páginas brancas possuem letras brancas difíceis de enxergar por ser uma história em branco, um passado a ponto de desaparecer. E a fumaça está ali, sob os efeitos dos fogos de artifício, que além de marcarem aquelas páginas, também devem marcar as experiências na pele do avô do escritor.

 

Realmente uma genialidade que transmite não só as dificuldades e caminhadas de uma pessoa na escrita, mas também na experiência da leitura. Sem falar que cada exemplar é único, já que não existem dois efeitos iguais feitos pelos fogos de artifício.

 

Você pode saber mais sobre o livro aqui (além de ver os vídeos dos fogos de artifício sobre o livro): https://www.amargempress.com.br/product-page/reza

 


Unfolding the Saree – Mira Malhotra

Livro em inglês que conta a história da principal vestimenta da Índia, ele vem dobrado como se fosse o tecido que essas mulheres usam, além de estar pendurado em um cabide que justamente passa essa ideia.


Ao ler, você está literalmente “unfolding” (desdobrando) esse decido além de descobrir mais sobre a sua importância e história para essa cultura. Um trabalho muito criativo que envolve toda uma experiência de leitura ao trazer algo comum para o mundo dos livros.

 

Você pode saber mais sobre o livro aqui: https://studiokohl.com/unfoldingsareezine/

 


O – Gustavo Piqueira

Uma produção muito interessante, principalmente pelos materiais usados na capa para fazer esse efeito de O. Como indicado na aula, o papel preto é feito de um material especial que contém piche e é à prova d’água, usado geralmente para proteger objetos quando você faz importações, combinado com um papel parafinado mais fino como vocês podem ver nas fotos abaixo.




A proposta do livro chama a atenção porque o formato O pode ser muito versátil e a maneira como ele aparece durante o livro traz imagens sem serem realmente ilustrações. Como eles mesmo explicam: “A estrutura usada para o conteúdo visual é ocupada exclusivamente com conteúdo verbal”.


Você pode saber mais sobre o livro aqui: http://lote42.com.br/project/o/

 


Genesis – Joan Manel Pérez

Esse livro é uma grande paródia daqueles manuais de instrução da Ikea (que são conhecidos por nunca funcionarem bem ou virem com peças que sobram). Aqui o autor conta como foi a criação do nosso mundo com essas mesmas instruções, além de vir com uma peça que nós não sabemos bem para que serve.



Cheio de sátiras e críticas, parece ser uma leitura leve e divertida. É importante destacar que o livro vem envolvido em um plástico assim como todos os manuais de montar móveis.

 

Você pode saber mais sobre o livro aqui: https://bellezainfinita.com/es/inicio/54-genesis-9788494186745.html

 


Máscaras – Ricardo Rodrigues

É um livro composto por doze páginas onde dez elas possuem bordados feitos à mão, além de frases curtas e imagens que formam um conjunto com o bordado.


Esse livro possui uma encadernação com grampos e as folhas internas são bem grossas. Uma verdadeira obra de arte e um trabalho manual muito bonito onde o bordado termina de completas as nossas máscaras.

 

Você pode saber mais sobre o livro aqui: http://www.experimentosimpressos.com.br/pd-5a2087-mascaras.html

 


Acredito que com todos esses exemplos mostrados de maneira maravilhosa pela Cecília Arbolave na aula da Sala Tatuí, e de maneira resumida nesse post do Projeto. Demonstram que um livro pode ser muito mais do que apenas páginas coladas ou costuradas em uma capa couché, aqui entendemos que ler um livro também mexe com a experiência do leitor, a maneira como ele experimenta essa leitura, se e algo mais comum como conhecemos ou se existe outro tipo de relação que temos que estabelecer, seja dobrando e desdobrando, esforçando um pouco a vista para ver letras brancas sobre um papel branco ou até mesmo manuseando partes internas do livro para conseguir ler.


Não existem limites para a publicação, é só procurar as ferramentas e materiais necessários. E você, conhece algum livro criativo ou artesanal para recomendar para a gente?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja bem-vindo ao Projeto Escrita Criativa!
Deixe o seu comentário e interaja conosco. ;)

Follow Us @soratemplates