sexta-feira, 19 de fevereiro de 2021

Produções literárias: Corcovado | Por Celina Sampaio

Foto por Žygimantas Dukauskas, via Unsplash.



O Sentir,
Envergonhado pela Cobardia,
Acobardado pela Culpa,
Culpado pela Dor,
Foge de Si.
Foge do Seu reflexo.
Foge da Sua sombra.
Olhar reto e inerte
Lábios pálidos,
Veias apagadas,
Ombros carregados,
Corcovado para o mundo,
Numa fuga a passos quietos
Um ciclo inquebrável:
Vergonha, Cobardia, Culpa, Dor


A dor de quem não sente o próprio sentir;
A dor de uma fuga que nunca foge.

Texto escrito pela escritora portuguesa Celina Sampaio, a partir da proposta da Blogagem Coletiva de dezembro de 2020, que teve como tema O ciclo. A Blogagem Coletiva estimula os nossos autores a escreverem partindo de temas escolhidos pelos participantes do Projeto Escrita Criativa, em nosso grupo do Facebook. Para participar da nossa comunidade e votar no próximo tema, clique aqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja bem-vindo ao Projeto Escrita Criativa!
Deixe o seu comentário e interaja conosco. ;)

Follow Us @soratemplates