quarta-feira, 16 de setembro de 2020

Desmistificando a lauda: tudo o que você precisa saber e que ninguém te conta

 Foto por fotografierende, via Unsplash.


Olá, escritores!

Vocês já ouviram falar ou sabe o que é uma lauda? Para que ela serve e por que os orçamentos no campo literário/textual são feitos baseados nela? Continuem lendo, porque nós vamos te explicar tudinho!


O que é uma lauda?

Segundo o Dicionário Eletrônico Houaiss da Língua Portuguesa, a palavra lauda foi usada pela primeira vez em 1361. Sua origem é duvidosa, mas ela pode ter quatro significados. São eles:

 s.f. (1361) cada lado de uma folha de papel 2  gráf página de livro (impressa ou em branco) 3  cine rád teat tv cada uma das páginas, ger. em folha padronizada, de um script ou roteiro 4  edit gráf rád tv folha escrita com contagem de toques padronizada por órgão de imprensa ou editora, us. na elaboração de matérias jornalísticas e de originais de publicação ¤ etim orig.duv.

Clique para ampliar.

Apesar de todas as acepções existirem, quando estamos trabalhando com livros (literários ou não) e artigos (impressos ou para a Internet), focamos no quarto significado do verbete, que afirma que a lauda é uma “folha escrita com contagem de toques padronizada por órgão de imprensa ou editora, usada na elaboração de matérias jornalísticas e de originais de publicação”.


O que diferencia a página de uma lauda?

Agora, talvez vocês estejam se perguntando então, “por que as pessoas não falam logo ‘página’? Por que elas insistem em orçar a lauda?”. Nós já vimos qual é a definição usada no mercado editorial e é nela em que encontramos as respostas para essas perguntas. Observemos as palavras-chaves: “contagem de toques padronizada”. É nesse trecho da definição que devemos focar.


A página pode ser formatada de qualquer forma, já a lauda tem uma formatação igual/fixa (com pequenas variações, conforme veremos adiante), combinada previamente com o profissional que prestará o serviço ao escritor/editora/veículo de comunicação/publicação científica (seja esse profissional o tradutor, leitor crítico, o editor, o preparador ou o diagramador do texto).


Vejamos um exemplo prático

Tomemos como exemplo o texto do post 6 dicas de como acreditar em si mesmo e se assumir escritor. Formatado em Times New Roman, tamanho 12, espaçamento simples, este artigo ocupa 3 páginas (duas inteiras e o começo da terceira).

Exemplo de formatação.

O mesmo texto (também em Times New Roman, tamanho 12), com espaçamento duplo ocupa 5 páginas (quatro inteiras e o começo da quinta).

 

Mesmo texto do exemplo anterior, com mudanças na formatação do espaçamento.

Essas variações podem ser infinitas a depender do tipo da fonte, do tamanho escolhido, da disposição das imagens e suas legendas (caso haja) e de todas as variações que um texto pode apresentar. Sendo assim, cobrar por preço da página é injusto tanto para o profissional (que poderia receber um texto com fonte tamanho 8, só para caber mais texto em menos espaço e portanto, pagar menos pelo trabalho), quanto para o autor (que não teria nenhum parâmetro de como o trabalho está sendo orçado/cobrado para avaliar se o valor é válido ou não).


Portanto, realizar um trabalho textual baseado em laudas é um caminho mais justo porque a lauda é um padrão preestabelecido baseado na “contagem de toques padronizada”, como já havia nos dito o dicionário.



Qual é o padrão de uma lauda?

Aqui entra o X da questão. Lembram que eu disse há pouco que há pequenas variações no que diz respeito ao padrão da lauda? Elas são presentes partindo de três fatores que podem ou não estar combinados entre si:


  1.  Tipo de texto (literário ou não literário);
  2. Tipo de veiculação (revista científica, jornal, artigo para a Internet, livro físico, e-book);
  3.  Tipo de serviço (tradução/versão, leitura crítica, preparação, revisão, diagramação).

O que o autor tem que ter em mente é que os profissionais que trabalham com texto não têm uma regulamentação única, por isso as regras variam tanto*. De um modo geral, você deve sempre se atentar a quantos caracteres com espaço o seu texto tem, porque é isso que vai determinar o tamanho da lauda nas três situações.

Para encontrar a quantidade de caracteres com espaço, use a função “contar palavras” do Word.

 

A função "Contar palavras" fica no rodapé, no lado esquerdo.

Tamanho da lauda em média

O tamanho médio das laudas varia de acordo com o serviço prestado. Abaixo estão os tamanhos que encontramos em nossas pesquisas (as referências estão no fim do post).


Na tradução/versão

O Sindicato dos Tradutores recomenda os seguintes padrões de lauda:

  •         2100 para a tradução/versão comum;
  •     1250 para tradução/versão juramentada.

Vale lembrar que a maioria dos tradutores optam por cobrar pela tradução por palavras, não por laudas.

 

Na leitura crítica, preparação e revisão de textos

No site do Sindicato dos Jornalistas do Estado de São Paulo há uma tabela com o que eles recomendam de tamanho e preço padrão para trabalhos textuais de não-ficção. Ali, o tamanho para quem escreve não-ficção é de 1400 caracteres com espaço. Já no meio literário, as editoras costumam considerar uma lauda 2100 caracteres com espaço.

Entretanto, os dois números podem variar entre 1000 e 2600 caracteres com espaço (a depender dos 3 fatores mencionados no tópico anterior).

 

Na diagramação

Assim como acontece com os tradutores, há diagramadores que cobram por página (normalmente, quando há muitas ilustrações, gráficos, fotografias e elementos visuais no texto). A lauda da diagramação tem o tamanho médio de 1250 caracteres com espaço.


Como calcular a quantidade de laudas de um texto

Ao entrar em contato para o orçamento para um trabalho com o seu livro, muitos profissionais pedem que você envie o seu original para que eles mesmos calculem. Se eles pedirem, enviem o texto — é importante que o profissional veja o material com que ele vai trabalhar. Contudo, é importante que você saiba calcular a quantidade de laudas do seu texto para conferir se o orçamento foi feito certo.

Saber como este cálculo é feito também é importante em casos de encomenda de texto. Há escritores que recebem demandas com espaços limitados (como aqueles que publicam crônicas em jornais, revistas e sites semanalmente).

 

Para calcular você vai:

  1. abrir a opção “contar palavras”;
  2. verificar quantos caracteres com espaço você tem no seu texto;
  3. dividir esse número (de total de caracteres com espaço) pelo tamanho da lauda utilizada.


Um exemplo: Até agora este artigo tem 5628 caracteres com espaço. Esse número dividido por 1400 (lauda de não-ficção) é igual a 4,02 laudas (ou 4 laudas, se você preferir arredondar este número).

 

Salve este post no seu Pinterest, para não perder todas as informações de vista. 

Qual é valor financeiro de uma lauda?

Ok, sei que agora vocês querem saber sobre o quanto custa cada lauda. Mais uma vez, caímos no bom e velho “depende”. Normalmente, a lauda tem um valor fixo para cada profissional, não para toda a categoria de profissionais. Esse valor varia de região para região do país*. Além disso, o profissional pode considerar alguns fatores para estabelecer o preço da lauda:

  1. a formação que o profissional tenha (quanto mais experiente e qualificado, mais ele pode investir no valor da lauda); 
  2. complexidade do seu texto (uma coisa é trabalhar com “texto corrido”, outra é ter que trabalhar texto e tabelas, legendas, imagens, quantidade grande de notas, revisão de índice remissivo etc.);
  3. complexidade no assunto (se o trabalho realizado for sobre um assunto que o profissional não domine, provavelmente ele terá que se dedicar por mais tempo — fazendo pesquisas e estudando o tema — o que pode gerar um acréscimo no valor do trabalho);
  4. tempo para a realização do trabalho (alguns profissionais cobram taxa de urgência se o prazo for muito apertado).

 

Para saber mais:

Seguem abaixo algumas referências sobre tamanho e valor de laudas que me ajudaram não só a fazer esse post, mas também ao Projeto Escrita Criativa a orçar o trabalho dos nossos clientes:

Por fim, mas não menos importante, quero lembrar a todos que a equipe do Projeto Escrita Criativa oferece vários serviços na área editorial citados neste post. Para ver a lista completa e saber como pedir o seu orçamento, clique aqui.

_________________________
*Lembrando que, neste artigo, estou considerando o contexto brasileiro. Pode ser que, em outros lugares da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa — CPLP  o modo de trabalho seja outro. (Aliás, amigos dos outros países de Língua Portuguesa que sempre nos leem, como os serviços deste post são orçados nas suas regiões? Contem-nos aqui nos comentários! Adoraremos saber!)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja bem-vindo ao Projeto Escrita Criativa!
Deixe o seu comentário e interaja conosco. ;)

Follow Us @soratemplates